VENDA DE PRODUTOS DIGITAIS: COMO VENDER ONLINE!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on pinterest

Quando a maioria das pessoas pensa em comércio eletrônico, pensa em vender produtos físicos online. Embora isso não seja totalmente incorreto, também não é a imagem completa. Acontece que há muito mais no comércio eletrônico do que apenas vender produtos físicos on-line – os produtos digitais também podem ser vendidos on-line! Neste artigo, estamos compartilhando tudo o que sabemos sobre a venda de produtos digitais online, incluindo os diferentes tipos de produtos digitais, como criar produtos digitais, onde vender produtos digitais, como precificar produtos digitais e muito mais.

Se você estiver curioso sobre como vender produtos digitais on-line, continue lendo.

POR QUE A LEALDADE DO CLIENTE É IMPORTANTE?

Nos últimos anos, marcas e varejistas começaram a construir o amor à marca como parte de sua estratégia de retenção. E com razão: os clientes fiéis não apenas têm uma frequência de compra e um valor de vida útil mais altos, mas também ajudam a adquirir mais clientes através do boca a boca ou, mais formalmente, através de referências de amigos.

Clientes repetidos são a força vital de marcas e varejistas. Incentivar os clientes que continuam comprando seus produtos repetidamente deve ser uma prioridade para todas as empresas.

Ao contrário da crença popular, os compradores agitados não podem ser simplesmente substituídos por um influxo de novos. Bem, eles podem tecnicamente, mas esse processo é proibitivamente caro, já que a aquisição de novos clientes custa de 5 a 25 vezes mais do que atender àqueles que já são leais.

Até cupons têm mais poder de retenção se você os apresentar como recompensa pela lealdade das pessoas. Por exemplo, uma campanha de e-mail destinada a clientes familiarizados com a sua marca tem uma taxa de retorno muito maior em comparação com uma demografia desconhecida.

Lembre-se de que mesmo uma pequena elevação na retenção de clientes tem um grande impacto nos resultados. Um aumento de 5% na retenção de clientes tem o potencial de aumentar a lucratividade de 25% a 95%.

O motivo é simples: a cada compra de produtos digitais, a probabilidade de as pessoas comprarem novamente aumenta significativamente.

FOQUE SUA ESTRATÉGIA VOLTADA PARA AS ATITUDES DE SEUS CLIENTES

Marcas e varejistas agora estão atendendo a consumidores que desejam velocidade, conveniência, qualidade, orientação a valor, novidade e preço justo.

Isso traz um desafio adicional: esses comportamentos não estão mais limitados à geração do milênio e à geração Z, mas também a uma geração compradores que possuem uma enorme quantidade de poder de compra. A partir do mantra de “eu consumo, logo existo”, nasce um novo tipo de público: o consumidor único.

Consumidores únicos são caracterizados por um conjunto de atitudes, que devem ser refletidas pela sua estratégia de engajamento.

Ser leal agora significa muito mais do que simplesmente comprar um produto; portanto, as empresas devem recompensar todos os tipos de atividade da marca.

A personalização tornou-se essencial, por isso deve ser estendida às recompensas, à experiência de compra de produtos digitais e até à maneira como você se comunica.

Economizar tempo é mais importante do que economizar dinheiro. Além disso, os consumidores veem as experiências como sendo mais valiosas que as posses. Simplifique a experiência e crie momentos memoráveis. Planeje seu programa de fidelidade com isso em mente e alinhe-o aos interesses e valores das pessoas.

O QUE É UM PROGRAMA DE FIDELIDADE?

Os programas de fidelidade existem há décadas, se não há um século. Tudo começou com uma ideia simples – provavelmente em uma cafeteria ou companhia aérea – onde os clientes recebiam um pequeno sinal de agradecimento após cada décima compra.

Desde então, os programas de fidelidade evoluíram tremendamente, com novos recursos adicionados ao mix, mas o conceito principal permaneceu o mesmo. Mas o que realmente é um programa de fidelidade? De acordo com a Wikipedia:

“Programas de fidelidade são estratégias de marketing estruturadas … para incentivar os clientes a continuar comprando ou usando os serviços das empresas associadas a cada programa.”

Uma definição sólida que expressa a linha de base de um programa de fidelidade, principalmente por incentivar compras repetidas.

POR QUE VENDER PRODUTOS DIGITAIS?

Os produtos digitais têm tantas vantagens diferentes, muitas das quais os tornam uma alternativa desejável à venda de produtos físicos. Em geral, os produtos digitais são simples de fabricar, fáceis de distribuir, são um modelo de negócios sustentável e têm um alto potencial de ganho de margem de lucro.

Os produtos digitais em praticamente todas as categorias são lucrativos e, como existem barreiras à entrada menores para criar produtos digitais e métodos de distribuição mais simples em comparação aos produtos físicos, muitos empreendedores de comércio eletrônico estão tentando vender produtos digitais em tempo integral.

VANTAGENS DA VENDA DE PRODUTOS DIGITAIS

Renda passiva: você não precisa criar um produto toda vez que um cliente faz o pedido, basta criar um produto, automatizar o processo de venda e, em seguida, obter renda passivamente

Liberdade pessoal: você pode vender de qualquer lugar para qualquer lugar – os produtos digitais não limitam seu estilo de vida

Custos indiretos mais baixos: os custos para produzir produtos digitais geralmente são baixos e não há necessidade de contratar um armazém para armazenar inventário.

Fácil de alcançar o mercado-alvo: você não está vinculado a um local físico onde sua única base de clientes em potencial depende de quem mora localmente para você. Existem poucas limitações para o público que você pode acessar on-line.

Sem gerenciamento de inventário: não há necessidade de armazenar produtos.

Sem Processo de Envio: Não há necessidade de escolher, embalar e atender pedidos ou contratar um armazém para fazer isso por você

Baixa taxa de retorno do produto: sem produtos digitais danificados e uma menor chance de os clientes receberem um produto com defeito

Automação fácil: praticamente todo o processo de venda de produtos digitais pode ser automatizado.

Sem limitações de envio: Alguns produtos físicos – como produtos de beleza, alimentos e máquinas – têm limitações de onde e como podem ser enviados, mas os produtos digitais geralmente não têm limitações de distribuição.

Independência dos fornecedores: geralmente, ao criar um produto físico, você precisa trabalhar com um fornecedor para realmente fabricá-lo e trazê-lo à vida, mas, com produtos digitais, eles não precisam ser criados por mais ninguém, a menos que você queira que eles sejam.

Escrito por ADRSMARKETING
O Marketing Digital é uma excelente oportunidade para alavancar o seu negócio, trazendo mais visibilidade e proximidade com seu cliente.

Posts Relacionados

Marketing digital

COMO CRIAR UM FUNIL DE VENDAS?

Todo cliente faz uma jornada para encontrá-lo. E seu objetivo, como empresário, é tornar a jornada o mais curta e lucrativa possível. Nas vendas e